+

AGUARDE - PÁGINA EM CONSTRUÇÃO

 


ITAPERUNA

 

 

Itaperuna é uma cidade na região norte do estado que faz limite com os estados de Minas Gerais e do Espirito Santo. A pequena cidade é bem pacata e um ótimo lugar para quem quer fugir da correria e relaxar próximo à natureza. A região, que foi habitada pelos índios puris, passou a ser ocupada por bandeirantes a partir do século XVI. Estabeleceu-se ali a criação de gado e depois o plantio de café. No século XIX, se chamava Freguesia de São José do Avaí, por causa da Guerra do Paraguai. A cidade fica em uma região de vales e por isso é muito quente durante o verão. Porém, no inverno pode chegar a 15ºC. O trajeto da cidade do Rio de Janeiro a Itaperuna tem 315 km e pode chegar quase à 6h de viagem. A sugestão é aproveitar um feriado prolongado para partir em direção à calmaria..

Itaperuna não é um destino óbvio para turistas. Não tem praia, não tem grandes picos, nem uma emocionante história. Mas há outras coisas que você pode encontrar por lá. O clima bucólico das árvores plantadas em fileiras e o canto dos pássaros à tarde é inspirador. Descanse ao sopé do morro e aprecie a paisagem encantadora.

Parque Raposo - As águas terapêuticas de Raposo são muito procuradas. Há 53 anos a fonte começou a ser usada por suas propriedades curativas. O Fontanário Raposo tem três águas diferentes com sabores e propriedades próprias. A água Soledade é aconselhada no tratamento de diversas doenças além da gastrite. Passe por lá e beba saúde!

Super Ita - Não é só em Raposo que tem águas especiais. Em Super Ita, você encontra as Águas de Cubatão, que começaram a jorrar em 1920. O lugar é super agradável e afastado do centro urbano. A paisagem repleta de árvores frutíferas destaca-se pelas imensas áreas de pastagem. Ótimo lugar para um pic-nic. Se chover, não tem problema. Lá tem pequenas cabanas para você se abrigar.

Cristo Redentor - Talvez você não saiba, mas em Itaperuna fica a segunda maior estátua de Cristo no Brasil. Bem no topo do Morro do Castelo, ponto mais alto da cidade, está o monumento de 20 metros de altura. Foi inaugurado em 1966. De lá a vista pra cidade é de tirar o fôlego. Fica no Morro do Castelo e de lá se tem uma vista de quase toda a área urbana da cidade. Nas noites de inverno, ele se destaca em meio a nevoa e parece flutuar sobre a cidade.

Festa de 10 de Maio - Maio é a melhor época para conhecer Itaperuna. No fim de semana mais próximo do dia 10, toda a cidade para pra festejar por quatro dias a “data magna do município”. Tem rodeio, tem desfile cívico, tem solenidades, tem shows de música, tem roda gigante e muita comida típica.

Festa do Carro de Boi - No fim do mês, mais precisamente no ultimo domingo, acontece a Festa do Carro de Boi. É quase uma semana de festejos que tomam conta de toda a cidade. Fazem concurso de cavaleiros, feira de artesanato e um famoso leilão de prendas.

 

 

RAPOSO

PARQUE DAS ÁGUAS

 

VISTA GERAL

 

FESTA DO CARRO DE BOI

 

 

IGREJA

 

FESTA DO CARRO DE BOI

 

 

CRISTO REDENTOR

 

VISTA DA CIDADE

 

CRISTO REDENTOR

 

RAPOSO - VISTA

 

FONTANÁRIO - RAPOSO

MAPA MUNICÍPIO

 

MAPA NO ESTADO

 

 

HISTÓRIA

 

Itaperuna é um município da Microrregião de Itaperuna, na Mesorregião do Noroeste Fluminense, no estado do Rio de Janeiro, no Brasil. Dista 313 quilômetros da capital do estado, a cidade do Rio de Janeiro. Ocupa uma área de 1.105,566 quilômetros quadrados.

 

Segundo o geógrafo Alberto Ribeiro Lamego, a Pedra Elefantina -"com sua lombada polida e negra"- teria sido inspiração para o nome do município de Itaperuna, quando em 6 de dezembro de 1889 foi a vila elevada a cidade, recebendo o nome atual, cuja etimologia indígena é dada como significando "pedra preta"; aquela época o imponente maciço rochoso ainda pertencia ao território deste município. A referida Pedra Elefantina é parte integrante do Brasão de Armas do município de Itaperuna, criado em 1960 por Alberto Fioravante, especialista em Heráldica nascido em Muqui.

 

"Itaperuna" é um termo proveniente da língua tupi antiga. Significa "pedra erguida escura", através da junção dos termos itá (pedra), byr (erguida) e una (escura). Outra designação seria "ita" (pedra), "per" (caminho) e "una" (preta) portanto caminho da pedra preta.

 

Até o século XVI, a região era habitada pelos índios puris. A partir de então, a região foi ocupada por bandeirantes e aventureiros que demandavam a baixada pelos afluentes da margem esquerda do Rio Paraíba do Sul. A atividade econômica predominante passou a ser a criação de gado, que se desenvolveu em fazendas de grandes extensões.

 

Por volta de 1830, instalou-se, na área, o desbravador José de Lannes Dantas Brandão, com iniciativas que passaram a atrair população para o núcleo pioneiro do futuro município. Lanes chegou à região após sua deserção da milícia do exército. Em 1834, se estabeleceu num lugar que foi denominado Porto Alegre. Pelos serviços de colonização, foi perdoado pelo governo, vindo a ser morto, no entanto, por seus escravos em 1852.

 

A partir do final do século XIX, com o advento da economia cafeeira, a colonização se efetuou de forma rápida e uniforme. Em 24 de novembro de 1885, o Decreto 2 810 elevou a Freguesia de Nossa Senhora da Natividade de Carangola (um dos primeiros nomes da cidade) à categoria de Vila de Itaperuna, levando esse nome por ser passagem para se chegar à Pedra Elefantina, localizada na divisa estadual de Minas Gerais com Rio de Janeiro; entre os municípios de Porciúncula e Antônio Prado de Minas.

 

Em 1887, foi criada a freguesia de São José do Avaí, nome em homenagem às armas brasileiras na Guerra do Paraguai. Foram doados quinze alqueires de terra para patrimônio dessa vila pelo senhor Jaime Porto. A povoação foi elevada à categoria de vila em 1887, com a denominação de São José do Avaí, favorecida pela posição geográfica de fácil acessibilidade a Campos dos Goitacases, reforçada posteriormente pela ligação ferroviária. A cidade teve o núcleo inicial em torno da linha da estrada de ferro, à margem esquerda do Rio Muriaé. Hoje, ambos os lados do rio estão ocupados pela malha urbana.

 

A área experimentou crescimento regional, concomitante à ampliação de sua importância administrativa e, em 1889, foi elevada à categoria de cidade, não fazendo mais parte do município de Campos dos Goytacazes, com o nome de Itaperuna, assim Campos dos Goytacazes perdeu a metade de seu território. Em 10 de maio de 1889, foi feita a primeira eleição para a câmara dos vereadores, sendo a vitória dos republicanos, que tomaram posse no dia 4 de julho do mesmo ano, sendo, portanto, a primeira câmara republicana do país, em pleno regime monárquico, regime esse que viria a ser desbancado pelo marechal Deodoro da Fonseca em 15 de novembro desse mesmo ano. Em 6 de dezembro de 1889, foi a vila de São José do Avaí transformada em município de Itaperuna, sendo criada sua respectiva comarca.

 

O desenvolvimento da economia cafeeira na área foi responsável pela concentração de atividades comerciais e de serviços na cidade de Itaperuna, que passou a desempenhar funções de centro sub-regional do nordeste fluminense. A cultura cafeeira foi um grande destaque na economia da cidade por mais de quatro décadas, tornando-a, em 1927, a maior produtora nacional. O declínio da atividade cafeeira fez com que a região passasse a sofrer fortes efeitos regressivos. A pecuária de corte desenvolveu-se, então, voltada para o abastecimento dos grandes matadouros e frigoríficos, desenvolvendo-se, posteriormente, a produção leiteira, estimulada pela presença da fábrica de leite em pó Glória na sede municipal.

 

A área municipal, atualmente, não abrange a mesma base territorial da época da criação, que se estendia aos atuais municípios de Laje do Muriaé, Natividade e Porciúncula, porém sua importância permanece na região. Do território original do município de Itaperuna, foram desmembrados os seguintes municípios: Bom Jesus do Itabapoana em 1938, Natividade e Porciúncula em 1947 e Laje do Muriaé em 1962, ficando Itaperuna com seu atual contorno.

 

Geografia - Itaperuna recebe as águas do Rio Muriaé e do Rio Carangola. O Rio Muriaé nasce no município de Miraí, na Zona da Mata Mineira e deságua no rio Paraíba do Sul, nas proximidades do município de Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro. Apresenta 250 km de extensão e tem como principais afluentes os rios Glória e Carangola. O Rio Carangola, com 130 km de extensão, nasce no município de Orizânia, também na Zona da Mata Mineira e deságua no rio Muriaé, dentro da sede do município de Itaperuna.No município de Itaperuna, destacam-se duas unidades de relevo: a primeira está ligada a antigas superfícies cristalinas e a segunda é constituída pelas planícies aluviais intermontanas.

 

O território municipal participou dos processos morfogenéticos que envolveram o sudeste brasileiro e, portanto, as superfícies cristalinas sofreram fases sucessivas de levantamento e fraturamento, dando origem aos patamares cristalinos. Os processos erosivos comandados pela rede de drenagem local desgastaram gradativamente o terreno, originando vales encaixados nas linhas de falhas, morros rebaixados e arredondados e baixadas, ora largas, ora estreitas. Nesse sistema morfogenético, o município de Itaperuna caracteriza-se por um relevo ondulado, com ausência de escarpas íngremes e vales em constante aprofundamento e alargamento, embora em áreas de pequeno declive.

 

Hidrografia - A área territorial de Itaperuna é banhada por dois principais rios, o Rio Muriaé e o Rio Carangola.

 

Distâncias de Itaperuna a algumas principais cidades do Sudeste: Distância de São Paulo: 650 km / Distância de Campos dos Goytacazes: 112 km / Distância de Vitória: 267 km / Distância de Belo Horizonte: 381 km / Distância de Juiz de Fora: 218 km / Distância do Rio de Janeiro: 313 km

 

Clima - Devido ao fato de se encontrar entre vales, Itaperuna é conhecida por ter o clima mais quente do estado do Rio de Janeiro. A cidade é a mais quente em relação às cidades mais próximas, como Natividade, Laje do Muriaé e Bom Jesus do Itabapoana. O clima tropical de Itaperuna apresenta chuvas durante o verão.

 

Subdivisões - Itaperuna está dividida em seis setores e quarenta e seis bairros.

 

Distritos - Itaperuna; Boa Ventura; Comendador Venâncio; Itajara; Nossa Senhora da Penha; Raposo; Retiro do Muriaé.

 

Educação - Itaperuna vem se tornando um polo estudantil no estado do Rio de Janeiro por agrupar faculdades particulares e determinados cursos em faculdades públicas, como a Universidade Federal Fluminense, Centro de Educação Superior a Distância do Rio de Janeiro, Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro e Fundação Universitária de Itaperuna. O fluxo de estudantes vindos de cidades vizinhas diariamente é grande. Alguns fixam residência na cidade durante o período de estudos. Muitos vêm de outros estados, como Minas Gerais (Zona da Mata Mineira), Espírito Santo e Bahia. Em 2009, o Instituto Federal Fluminense, antigo Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos, iniciou suas atividades na cidade de Itaperuna. Hoje, o campus conta com os seguintes cursos técnicos: Administração, Eletrotécnica, Informática, Mecânica, Química e Automação Industrial. No IFF campus Itaperuna há também a oferta de cursos em nível superior: Bacharelado em Sistemas de Informação e Licenciatura em Química. Além de cursos de pós graduação lato sensu em Docência no Século 21: Educação e Tecnologias Digitais e em fase de implantação a pós graduação em Direitos Humanos.

 

Possui, também, várias faculdades particulares, dentre elas a Universidade Iguaçu, a Sociedade Universitária Redentor (Faculdade Redentor) e o Centro Universitário São José. A cidade conta com vários cursos como administração de empresas, arquitetura, comunicação social, ciências biológicas, ciências contábeis, direito, educação física, enfermagem, engenharia civil, engenharia mecânica, engenharia de produção, engenharia de petróleo, farmácia, física, fisioterapia, fonoaudiologia, geografia, história, letras, matemática, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, pedagogia, psicologia, serviço social e sistema de informação.

 

Faculdades : Centro de Educação a Distância do Estado do Rio de Janeiro / Centro Universitário São José / Fundação de Apoio à Escola Técnica / Centro Universitário Redentor / Instituto Federal Fluminense / Sociedade Universitária Redentor / Universidade Cruzeiro do Sul Educacional / Universidade Iguaçu / Universidade Norte do Paraná (ensino à distância) / Universidade Estácio de Sá ( ead e presencial ) / Escolas técnicas / Instituto Federal Fluminense / Escola Técnica da Fundação São José / Centro de Ensino Técnico Redentor / SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial / Embelleze / Senac.

 

Saúde - Itaperuna é referência nacional e internacional no tratamento hospitalar de pacientes com problemas cardíacos e também neurológicos, pois abriga um dos mais modernos centros hospitalares do país: o Hospital São José do Avaí. A Casa de Saúde e Maternidade Santa Therezinha, hoje hospital das Clínicas é o maior centro de natalidade da região.

 

Transporte - AEROPORTO - Aeroporto Ernani do Amaral Peixoto - Itaperuna / URBANO E INTERURBANO - A cidade possui apenas uma empresa de ônibus, a Viação Santa Lúcia, A empresa possui trajetos em bairros, comunidades rurais e nos distritos.

 

Economia - Itaperuna é a mais desenvolvida e a maior cidade do Noroeste Fluminense. Na cidade, há universidades, grandes empresas e um comércio bem desenvolvido. Destaque também para a agropecuária, que está em pleno desenvolvimento. Entre as grandes empresas situadas em Itaperuna, estão a Fábrica de Freios Boechat, a Quatá Alimentos (Leite Glória), a Camargo Correia, e a Fábrica de Laticínios Marília.

 

Comércio - Itaperuna também possui o comércio mais desenvolvido do Noroeste e atende um enorme fluxo de pessoas diariamente de Itaperuna e cidades vizinhas. Na Avenida Cardoso Moreira, Rua Assis Ribeiro e Rua 10 de Maio estão localizados o maior número de lojas e escritórios comerciais da cidade. Itaperuna também possui um Polo de Confecções e atende de forma significativa à demanda regional. As grandes lojas de confecções que estão situadas na Rua José Rafael Vieira - mais conhecida como a Rua das Confecções, localizada ao lado do Terminal Rodoviário, recebe muitas excursões de revendedores de toda a região. Engloba uma concentração com cerca de 50 lojas de fábrica Outlet, que oferecem descontos atraentes para quem busca produtos para revenda ou mesmo para consumo próprio. A especialidade do local são roupas de dormir e peças para cama, mesa e banho. As peças íntimas também são outra variedade do local. De acordo com o Sindicato das Indústrias de Confecções de Roupas do Noroeste Fluminense, a maioria dos ônibus vem do estado do Espírito Santo, principalmente de Cachoeiro de Itapemirim, Muqui, Castelo, Vila Velha e Colatina. Também há uma parcela menor do Rio de Janeiro e Minas Gerais.

 

Alguns dos shoppings de Itaperuna: Edifício Rotary - Centro Comercial Jorge Nunes - Centro Comercial e Empresarial Itaperuna - Galeria Mak's - Itaperuna Shopping Rio Center

 

Rede bancária - Itaperuna possui uma ampla rede bancária com agências dos principais bancos: Itaú-Unibanco (duas agências), Bradesco (três agências), HSBC (uma agência), Caixa Econômica Federal (duas agências), Banco do Brasil (uma agência), Santander (uma agência), Casas Lotéricas (dez agências),Sicoob (duas agências), Sicredi (uma agência em frente ao Terminal Rodoviário) e Unicred (uma agência).

 

Esporte - Itaperuna também é destaque no esporte, em especial no futebol, com o Itaperuna Esporte Clube, antigo Porto Alegre, que disputou o Campeonato Carioca de Futebol - Segunda Divisão pela última vez em 2011. Esse time já disputou a Primeira Divisão do Campeonato Carioca, travando memoráveis partidas contra os times da capital, chegando inclusive a obter êxito em algumas oportunidades, vencendo jogos contra Flamengo, Fluminense e Botafogo. O único clube grande que o time do interior não conseguiu vencer foi o Vasco da Gama. Em 2011 disputou a Segunda Divisão do Campeonato Carioca, mas foi rebaixado para Terceira Divisão em 2012 por abandonar injustificadamente a competição.


 

SUGESTÕES COMERCIAIS - CONFIRA NOSSAS PARCERIAS

Passe o mouse - Clique e Acesse - Veja o Anúncio completo

CLIQUE PARA ACESSAR O SITE OU REDE SOCIAL DO PARCEIRO ANUNCIANTE